DEE/Cade publica estudo sobre modelagem baseada em agentes (ABM)

18 de julho, 2022


O Departamento de Estudos Econômicos do Cade (DEE/CADE) lançou o documento de trabalho titulado “Modelagem baseada em agentes aplicada ao antitruste”. Com fins didáticos, o trabalho faz uma revisão abrangente da literatura existente sobre o tema, a fim de avaliar eventual aplicabilidade ao antitruste.

A modelagem baseada em agentes (também conhecida como Agent-Based Modeling – ABM) é uma metodologia pela qual se descreve um sistema econômico a partir da representação dos indivíduos que o compõem e seus respectivos comportamentos individuais. A partir da identificação dos agentes capazes de interagir entre si, simula-se os resultados decorrentes dessas interações.

A título de exemplo, essa modelagem pode ser utilizada para a análise de condutas como cartéis – dada sua origem na interação e cooperação entre agentes econômicos –, a partir da criação de condições controladas para avaliar sua formação e efeitos. Essa metodologia permite também uma compreensão melhor sobre os efeitos de uma interação de agentes econômicos sobre fatores de mercado como preço. Em última instância, a AMB funciona como meio para representação dos fenômenos econômicos e pode ser utilizada para delinear padrões de comportamento em mercados diversos.

Em que pese a potencial utilidade da AMB, o DEE concluiu que os trabalhos sobre o tema como um todo são bastante heterogêneos, além de escassos no que se refere à aplicação no antitruste. Por tal motivo, avalia ser necessária a realização de mais estudos sobre o uso da metodologia na área – já que, a depender do objeto de estudo, é preciso determinar submodelos capazes de explicar o comportamento o individual das empresas para fenômenos observados, o que demandaria um trabalho independente.