Bolsonaro afasta presidente e servidores da Ancine

3 de setembro, 2019


Em decreto, o Presidente Jair Bolsonaro determinou o afastamento de Christian de Castro Oliveira do cargo de diretor e presidente da Ancine – Agência Nacional do Cinema, bem como dos servidores Marcos Tavolari e Ricardo César Pecorari (secretários de políticas de financiamento), Magno de Aguiar Maranhão Junior (superintendente de registro) e Juliano César Alves Vianna (chefe de gabinete do presidente).

Os afastamentos visam cumprir a decisão judicial proferida na Cautelar Inominada Criminal n. 5054988-47.2019.4.02.5101 que tramita na 5ª  Vara Criminal do Rio de Janeiro. A decisão imputa cinco crimes à Christian de Castro e seus assessores, como denunciação caluniosa; violação de sigilo funcional; prevaricação; calúnia, injúria, difamação; e associação criminosa. Em dezembro do ano passado, o ex-diretor presidente da agência, Magno Maranhão e Marcos Tavolari foram alvos de mandados de busca e apreensão.

Por enquanto, Alex Braga Muniz, diretor da Ancine, assumirá a presidência. No entendimento do Ministério da Cidadania, até o momento, esta mudança deve atender o setor com normalidade.