Mercosul e UE fecham acordo de livre-comércio

28 de junho, 2019


O Mercosul e a União Europeia chegaram, nesta sexta-feira, a um consenso sobre os termos do acordo de livre comércio entre os blocos, de acordo com informações dos negociadores brasileiros em Bruxelas e grandes portais de notícias.

Os termos do acordo negociado foram mantidos em sigilo nos últimos anos, mas a expectativa é de que haja um compreensivo calendário de concessão de preferências tarifárias e que, de forma geral, deverá ser mais curto para a União Europeia.

A negociação foi lançada em 1999, mas interrompida em 2004 após o desacordo das partes com as ofertas realizadas. Em 2010 houve a retomada das negociações, ainda de forma tímida, e sua prioridade foi elevada em 2016. De acordo com os negociadores, pautas historicamente sensíveis para o comércio entre os blocos eram vistas como grandes empecilhos, especialmente o setor agrícola.

Trata-se do possivelmente maior acordo de livre comércio já celebrado pelo Brasil, e com um enorme potencial para expandir a relação entre os países envolvidos e seu comércio.

Conforme as estatísticas oficiais, em 2018, a União Europeia foi o segundo maior destino das exportações brasileiras (atrás apenas da China). O valor total transacionado entre os países remontou a US$ 76,87 bilhões, com um saldo de US$ 7,34 bilhões para o Brasil.