MPF E FUTEBOL: REMUNERAÇÃO DOS CLUBES

16 de setembro, 2015


[:pt]Notícia veiculada pela imprensa dá conta de que o Ministério Público Federal (MPF) deu entrada no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) com pedido de investigação sobre a forma como é feita a remuneração, pela Rede Globo, aos clubes de futebol no Campeonato Brasileiro. Até 2011 a divisão era calculada pelos próprios clubes, através de um grupo deles até então denominado Clube dos 13. A partir daí alguns clubes com maior popularidade passaram a negociar diretamente com a rede de televisão, obtendo maiores vantagens. O questionamento do MPF ocorreu em virtude das queixas dos clubes menores que se consideram prejudicados. É importante acompanhar bem este desenvolvimento, uma vez que a tendência do CADE, como entidade protetora da concorrência, deve ser a de não interferir neste mercado, já que, conforme o entendimento hoje reinante, a popularidade de cada clube é que deve atrair maior patrocínio e consequentemente cotas maiores de participação na renda.

16/09/2015[:]