Ancine divulga dados sobre salas de exibição no Brasil

26 de junho, 2019


A Ancine tornou público, na última semana, estudo de mercado com dados do parque exibidor brasileiro. Os dados apresentam a evolução do setor de 1971 até 2018.

O principal destaque está no número de salas de cinema, que ultrapassou o marco histórico atingido na década de 1970. Temos hoje 3.347 salas espalhadas pelo Brasil, o maior número desde então. Surpreendentemente, o número de salas de cinema de rua também vem crescendo: de 351 salas em 2016 para 373 salas em 2018, em mais um recorde histórico para o setor.

Contudo, o aumento do número de salas de cinema não foi acompanhado do aumento do de ingressos. Foi demonstrada queda de 9,8% no número de ingressos vendidos entre 2017 e 2018.

O estudo demonstra ainda que, apesar de não estar entre os 10 países com o maior número de salas de exibição, o Brasil apresentou crescimento médio constante nos últimos 5 anos, permanecendo na 4ª posição entre países da lista. Dentro do país, as regiões com maior taxa de expansão nos últimos sete anos são a Norte e Nordeste, com crescimento de 101,8% e 93%, respectivamente. A região Sudeste continua sendo a que possui o maior número de salas de exibição: 52% do total.

Por fim, os dados também demonstram que houve significativo avanço tecnológico no setor: já em 2017, 100% das salas eram digitais. Em 2018, 1.752 salas (mais da metade do número total) já estavam equipadas para exibição de filmes em 3D.

O estudo na íntegra pode ser acessado aqui.